Água

Projetos de reaproveitamento de água alcançam índices acima de 98% de reuso

No dia Mundial da Água, ArcelorMittal se consolida como referência na gestão de recursos hídricos

Redação TN Petróleo/Assessoria
22/03/2024 10:15
Projetos de reaproveitamento de água alcançam índices acima de 98% de reuso Imagem: Divulgação Visualizações: 99

A produção de aço, considerada grande consumidora de água, tem alcançado avanços importantes na redução de seu impacto sobre as bacias hidrográficas. No dia Mundial da Água, celebrado em 22 de março, a ArcelorMittal apresenta os resultados de suas iniciativas, que são consideradas referência em gestão hídrica na indústria. Todas as unidades da empresa possuem Plano Diretor de Águas, que visa garantir a disponibilidade dos recursos hídricos para as operações. A produtora de aço já atingiu índice de recirculação de água em seus processos de 98% em algumas de suas unidades. 

A empresa tem alcançado avanços significativos na redução do impacto sobre as bacias hidrográficas e implementado ações inovadoras para garantir a sustentabilidade dos recursos hídricos. No Espírito Santo, a unidade de Tubarão é um exemplo de eficiência e inovação. Localizada no município de Serra, é a maior planta de aço da empresa e possui a menor dependência da captação de água doce do Brasil: 96% da água utilizada em seus processos vem do mar.  A unidade também possui diversificada gama de fontes de suprimentos de água. Além de captar o recurso do Rio Santa Maria, na Grande Vitória, a empresa opera a maior planta de dessalinização de água do mar do país, capaz de produzir até 500m³/h de água industrial e possui poços para captação de água subterrânea.

A planta industrial firmou, ainda, contrato de 30 anos para a aquisição de um volume significativo de água proveniente da Estação de Produção de Água de Reúso Camburi (EPAR), em Vitória, em parceria com a Companhia Espírito Santense de Saneamento (Cesan). Esse projeto inovador prevê a transformação de 300 litros por segundo de esgoto sanitário em água de reúso para fins industriais, representando um importante avanço na gestão sustentável dos recursos hídricos.

Na unidade Pecém da ArcelorMittal foi implantado um sistema de recirculação hídrica que permite reutilizar a água várias vezes, minimizando a necessidade de captação de água bruta e reduzindo a quantidade de efluentes descartados. Atualmente a unidade está com 98,19% de recirculação. A unidade é uma das únicas produtoras de aço do Brasil a limpar os gases de aciaria a seco, ou seja, sem a utilização de água. O gás gerado na Aciaria é captado durante o processo, passa por um sistema de lavagem a seco, efetuando seu resfriamento e limpeza. Após o tratamento desse gás, ele será utilizado para geração de energia. O sistema de limpeza a seco do gás promove redução do consumo de água e elimina a geração de lama da Aciaria.

E a unidade Vega, localizada em São Francisco do Sul (SC), recircula mais de 98% da água que consome, índice que deve ser mantido mesmo com a expansão da unidade que está na fase de conclusão. Para garantir oequilíbrio entre a indústria de alta performance e o meio ambiente, a ArcelorMittal acompanha o caminho da água desde a captação no rio Sai-mirinzinho, até chegar ao emissário, na Praia do Ervino, local que possui a certificação internacional Bandeira Azul. 

Essa certificação comprova que a praia atende uma série de critérios com foco em gestão ambiental, qualidade da água, educação ambiental, segurança e serviços, turismo sustentável e responsabilidade social, garantindo que a ArcelorMittal realiza uma gestão responsável dos seus efluentes. Além disso, a unidade possui um Reservatório Artificial composto por  220 mil m³ de água proveniente de captação de água da chuva, ele abastece um bairro do município durante a temporada de verão e pode abastecer a unidade por até 170 dias em caso de emergências.

Plano Diretor de Águas

Idealizado como um instrumento de gestão, o Plano Diretor de Águas é parte Programa de Excelência Ambiental em todas as unidades da produtora de aço. No segmento de produção de Aços Longos, desde a sua implantação, o plano diretor já teve mais de 170 ações implementadas. Em seu primeiro ano de implantação e, considerando os resultados obtidos em apenas uma das sete unidades do grupo no Brasil foi observada a redução no consumo de água em 14,29%, representando uma economia anual de 320.634m³/ano. 

Como alternativa é feito o reuso do efluente industrial e sanitário após o tratamento na  unidade de Juiz de Fora, recirculando em média 50m3/h. A alteração realizada no sistema de alimentação  da refrigeração dos compressores reduziu o consumo, em média, em 20m3/h. Em 2018, o Plano Diretor de Águas levou a ArcelorMittal a ser finalista na premiação do World Steel Association na categoria Excelência em Sustentabilidade. Dois anos mais tarde, em 2020, a iniciativa ganhou o Prêmio Natureza Gerais, na categoria "Melhor ação ou projeto ambiental promovido pelo Setor Produtivo". Essa é uma premiação concedida pelo Conselho Estadual de Política Ambiental (COPAM), do Estado de Minas Gerais, para valorizar e reconhecer ações e projetos que contribuam para a preservação e melhoria da qualidade ambiental.

Além disso, desde 2023, a ArcelorMittal, em parceria inédita com a Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), executa um projeto intitulado "Estudo de Previsibilidade de Bacias", que tem por objetivo apresentar um diagnóstico detalhado das Bacias Hidrográficas onde suas operações estão inseridas. A pesquisa abrange diversas unidades industriais em diferentes estados do país - Barra Mansa (RJ), João Monlevade (MG), Juiz de Fora (MG), Resende (RJ) e Piracicaba (SP) - e visa analisar os cenários de adaptação necessários para enfrentar os desafios impostos pelas mudanças climáticas.

Mais Lidas De Hoje
Veja Também
Newsletter TN

Fale Conosco

Utilizamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site. Se você continuar a usar este site, assumiremos que você concorda com a nossa política de privacidade, termos de uso e cookies.

19